Arquivo de agosto \18\UTC 2008

Maçonaria e Fé Cristã: Incompatíveis?

É bastante difícil traçar a origem da Maçonaria, algumas correntes afirmam que ela teve inicío no templo de Salomão, todavia, os cristãos rejeitam tal versão e até mesmo maçons, pois não existe prova histórica que comprove isso – para os cristãos, essa afirmativa também não está abalizada teologicamente – então, segundo vários historiadores, a maçonaria teve inicio no final da idade média, com organizações feitas por pedreiros na França( o próprio nome maçon, em francês, significa pedreiro). Rapidamente, a maçonaria ganhou adeptos e está espalhada em praticamente quase todo o mundo. Por muito tempo taxada como sociedade secreta, hoje ela prefere ser chamada de sociedade discreta,pois qualquer um pode livremente saber a respeito. Afirma que não mantém nenhum vinculo com religião, por isso é perfeitamente possível ser budista, islâmico, cristão e maçon. É uma sociedade marcada por um alto rigor moral, beneficiente, filantrópica e altamente preocupada com o bem estar dos “irmãos” da ordem e ligada com questões político-sociais. Entre seus adeptos destacam-se Bejamin Franklin, George Washigton, Mozart e o presidente Roosevelt. Afirma-se que até mesmo o ator Charles Chaplim era um Maçon. Então é importante perguntarmos: Podemos ser Maçons e cristãos ao mesmo tempo? É provável que muitos dentro da igreja evangélica – em particular as igrejas tradicionais – digam sim a resposta, afinal ainda não se viu nada incompatível até o momento. Entretanto, será essa toda a verdade? Nada mais e nada menos? Óbvio que não.
Dentro dessa sociedade existem um conjunto de regras chamados “Os Ladmarks”, por onde o maçon deve ser guiado por toda a vida. O landmark número 5 afirma:”A Maçonaria impõe a todos os seus membros a prática exacta e escrupulosa dos ritos e do simbolismo , meios de acesso ao conhecimento pelas vias espirituais e iniciáticas que lhe são próprias:.” e o número 6 diz:”A Maçonaria impõe a todos os seus membros o respeito das opiniões e crenças de cada um:. Ela proíbe-lhes no seu seio toda a discussão ou controvérsia, política ou religiosa:. Ela é ainda um centro permanente de união fraterna , onde reinam a tolerante e frutuosa harmonia entre os homens, que sem ela seriam estranhos uns aos outros:.” Cabe-se perguntar: isso é biblico? A frase do landmark 5 com certeza é estranha. O que são os “símbolos” e “Vias espirituais”? No ritual de iniciação, é necessário que o iniciante passe das “trevas” para a “luz” da maçonaria. Como assim? A maçonaria é luz? Não foi por acaso o próprio Senhor Jesus disse que : “Eu Sou a Luz do mundo, quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”(Jo 8:12). E o que dizer do Landmark 6 quando ele afirma que é proibida qualquer controvérsia religiosa dentro da maçonaria, ou seja, converter algum “irmão” maçon judeu está fora de questão! É extremamente proibido! Então como poderemos cumprir o ide de Jesus( Mc 16:15)?, a questão se complica ainda mais quando se observa o detalhe da maçonaria ser uma sociedade secreta, onde o membro não pode contar o que se passa nas reuniões. Então onde fica o principio bíblico que Jesus nos ordenou fazer(Mt 10:27)? A questão se complica ainda mais quando vemos que o “rito tradicional” – existem vários ritos na maçonaria, porém será abordado aqui apenas o tradicional escocês e o rito de York – possui uma filosofia abertamente deísta, ou seja, a crença que Deus apenas criou o universo e o deixou com leis naturais para guia-lo e ao homem deu a lei moral. esse é o Deus da Bíblia? Não é o Senhor um Deus que intervém e se preocupa com o homem? Esse deus deísta da maçonaria é chamado de GADU( Grande Arquiteto do Universo) e representa todo os deuses existentes. Jesus nada mais é que um grande homem como maomé e buda, que absurdo! Jesus é Rei dos Reis e Senhor dos Senhores(Ap 19:16)! O próprio Deus, UM com o Pai e o Espirito Santo(1Jo 5:7). Existe outro rito na maçonaria, chamado de rito de York, esse, por sua vez, é teísta, crê na intervenção divina, entretanto ainda é mais pagão do que o escocês. Antes que se chame Gadu, o deus do rito de York se chama JABULOM(“Ja” de Javé, ou Jeová, Bu de baal, om de osiris,deus do sol egipicio). Indicando claramente um sincretismo brutal e incompatível com a fé cristã. A maçonaria tem vínculos com o misticismo esotérico, além de estar fortemente influenciada pela filosofia pagã da História Antiga, só isso nos faz pensar seriamente se realmente é lícito participar de tal coisa destituída de respaldo bíblico-teológico.
A Igreja e a Maçonaria.
Infelizmente poucos eram os irmãos capacitados para ver essa praga no corpo de Cristo, pelo menos há alguns anos atrás. A maçonaria entrou fortemente nas igrejas tradicionais. Nos Estados Unidos, até o Seminário Batista do Sul é lotado de maçons, muitos missionários, não somente batistas, como também metodistas, anglicanos, luteranos e principalmente presbiterianos maçons vieram para o Brasil com o intuito de evangelizar na época do império. A igreja presbiteriana, sem dúvida, foi a mais afetada por tal praga desde o início, pois se envolveu com a maçonaria com o propósito de conseguir a liberdade religiosa no Brasil. Até hoje existem diversos maçons confessos dentro da denominação e somente em tempo recente que o Supremo Concilio da igreja se manifestou contra essa questão, porém não ordenou que os presbitérios aplicassem a disciplina nos membros envolvidos com as lojas maçônicas.
Uma pesquisa recente divulgou que há maçons em toda as igrejas evangélica no Brasil. que possamos estar alertas para os falsos obreiros e se possível, tirando-os verdadeiramente das trevas existentes nessa sociedade “discreta”, caso isso não seja possível, afastemo-nos dos tais.(Tt 3:10)
* As citações desses Landmarks foram extraídas do site português “Portal Macónico”, por isso existem diferenças na ortografia.
link: http://www.maconaria.net/index.shtml
Esse Foi um dos primeiros artigos publicados no blog Geração que Lamba, no início de 2007. Em breve, Nilton Rodolfo publicará um artigo sobre a experiência que teve ao visitar uma Loja Maçônica. Aguarde as Novidades do Blog geração que Lamba neste segundo semestre de 2008.

1 comentário